Pular para o conteúdo

Tudo sobre Obesidade infantil

Cada vez mais sobem os índices de obesidade infantil no brasil e no Mundo. Existe mais de 124 milhões de crianças obesas em todo Planeta. Diversos pontos podem contribuir com esse estágio perigoso na vida de uma criança, mas a maioria de nós só consegue pensar pelo viés de que a pessoa come muito. Hoje, falaremos tudo sobre a obesidade infantil.

Obesidade Infantil

Sem dúvidas, um dos pontos focais no aumento da obesidade infantil, se dá pela maneira em que nossos jovens vivem no século XXI. O estilo de vida da maioria das pessoas acima do peso, acaba por facilitar o excesso de peso. Video game, computador, smartphones e escola… Quais as práticas de exercícios corporais de que seu filho ou filha participam?

Então se você quiser se instruir sobre o tema, venha com a gente nesse artigo repleto de informações fundamentais sobre a obesidade infantil.

O que é a obesidade infantil?

A obesidade infantil nada mais é do que uma pessoa que tem excesso de peso, partindo do princípio de seu peso e altura.

A obesidade infantil pode parecer inofensiva inicialmente. Mas o que pode acabar prejudicando seu filho ainda no presente, se mostrará ainda pior no futuro. Doenças como diabetes, problemas com colesterol e mau hábitos de alimentação poderá seguir seu filho durante toda vida.

Quer saber se o seu filho ou filha está nesse grupo de risco? O índice de massa corporal (IMC) é uma das formas mais fáceis de lhe dizer.

O IMC é calculado dividindo o peso pela altura elevada ao quadrado. Ou seja, de forma mais simples, você multiplica sua altura por ela mesma e depois divide seu peso pelo resultado da última conta.

Se o resultado dessa conta der acima de 30, é aconselhável procurar um médico especialista.

A alimentação nos dias de hoje

O primeiro ponto de que devemos nos cuidar e que acaba por resultar em obesidade ou outras questões quando não o fazemos, é a alimentação. Comidas gordurosas, hambúrguer, batata frita, refrigerante, ou excesso de comida, te levará a essas questões.

Obesidade Criança

Ensine e alimente seus filhos a partir de uma dieta saudável com boa quantidade de legumes, verduras e frutas! Mesmo assim, não pratique o excesso. No Brasil, 12,4% dos meninos são considerados obesos.

Exercícios físicos: Seus filhos praticam?

Seus filhos estam participando de momentos em que queimam calorias? Sim, isso é importante até mesmo nessa idade.

A educação física feita apenas na escola não bastará. Que tal adentrar sua criança em um esporte ou algo do tipo? Futebol, danças, natação, artes marciais… Uma rotina de exercícios será fundamental nesse percurso de fuga da obesidade infantil.

Sim, eles podem jogar vídeo game ou mexer em seus computadores. Mas não o tempo todo.

Problemas psicológicos

Não é só as questões de alimentação que fazem com que seus filhos acabam se aproximando ou se mantendo dentro do padrão chamado de “obesidade corporal”.

Muitas das vezes, a criança pode também estar passando por questões psicológicas, sejam elas familiares ou em outros ambientes como o escolar. E o que isso tem haver? Ou a criança pode estar tentando chamar a sua atenção através da maneira que come, ou apenas descontando suas dores e anseios através do alimento ingerido. Fiquem atentos!

Especializações médicas

Um dos nossos maiores erros sobre a questão da obesidade, principalmente quando se trata da obesidade infantil, é acharmos que nós mesmos podemos resolver o problema.

Isso é um grande erro!

Se seu filho ou alguém próximo está passando por esse processo, é fundamental que seja procurado um Médico especialista para que toda questão se solucione da melhor maneira. Perder peso exige diversos cuidados. Uma criança perdendo peso de qualquer maneira, pode levar a outros diversos problemas de saúde.

Ou pior, talvez a obesidade ligada a criança em questão pode ter alguma questão hormonal, que não conseguirá ser percebida se você não é especialista. Então, procure um Nutricionista, um Médico e até mesmo um psicólogo para saber o que poderá ser feito. A obesidade infantil pode ser enfrentada, mas tem de ser feito com todo cuidado e acompanhamento médico.

Veja também: Quantidade de Comida Mínima para Adolescente

Gostou do artigo? Compartilhe nas suas redes sociais, ajude amigos e familiares que possam estar passando por esse mesmo problema em sua casa!

5/5 - (1 votos)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Afiliado