Pular para o conteúdo

Jejum intermitente e emagrecimento

O jejum intermitente é um dos mais novos protocolos de emagrecimento que as pessoas vem escolhendo. Muitas pessoas conhecem o jejum de forma religiosa onde você fica um período do seu dia sem se alimentar.

Este método é a uma das estratégias de fazer com que o corpo utilize os estoques de gordura como forma de energia, para que aja uma perda de peso da massa gorda.

Antes de iniciar um período de jejum intermitente, você precisar fazer uma preparação do seu corpo. Pois fazer um jejum sem preparação pode causar alguns prejuízos a sua saúde.

O jejum intermitente pode melhorar sua saúde e também reduzir doenças.

Tipos de jejum intermitente

Existe várias fases que pode ser aplicadas no jejum intermitente, como períodos de 12 horas, 16 horas, 20 horas e 24 horas sem se alimentar. Isso ajuda a facilitar a perda de peso e também impedindo a progressão de algumas doenças como diabetes tipo 2 e melhorar os riscos cardiovasculares.

Vale ressaltar que nos dias de 24 horas de jejum existe um limite de dias a serem cumpridos assim como limite dentro da semana. Nunca coloque em risco seu corpo a ficar mais que 1 dia sem se alimentar. Você pode ter prejuízos severos.

Sabe-se pela literatura que períodos prolongados de restrição calórica não é sustentável a longo prazo para maioria dos humanos.

Tipos de jejum

Tipos de jejum

Como começar um jejum intermitente?

Primeiramente procure um bom nutricionista de sua confiança, esclareça todas as suas dúvidas sobre o jejum intermitente como funciono, os benefícios, os riscos.  Procure saber se aquele profissional trabalha com esta estratégia para melhor te orientar nos próximos passos a seguir.

Sempre procure iniciar com 12 horas de jejum, isso pegando o sono noturno e estendendo pela manhã. Após esta adaptação e com acompanhamento você poderá ir aumentos as horas sem se alimentar.

O que posso ingerir durante o jejum intermitente?

Neste período o indicado é a ingestão de líquidos para manter a hidratação como:

  • Água pura – não pode água de coco
  • Chás e chimarrão – sem adição de açucares
  • Café puro – sem adição de açucares e leite

Lembrando que esses líquidos não podem ter adição de açúcar e/ou adoçantes.

Como quebrar o jejum intermitente?

Deve se dar atenção neste processo, pois no jejum prolongado a insulina que é o nosso hormônio que leva a energia ingerida as nossas células está baixa no organismo. Por isso, deve-se cuidar com o tipo de carboidrato que se ingere após o jejum mesmo sendo com alimentos que julgamos saudáveis. Também cuidar com a quantidade ingerida de alimento, isso também eleva rapidamente a insulina no organismo.

Para melhor fazer suas escolhas de quebra do jejum se recomenda a conhecer os alimentos de baixo índice glicêmico. E associar com uma pequena quantidade de proteína de rápida absorção.

Dificuldades que pode encontrar no jejum intermitente

  • Dificuldade de adaptação
  • Riscos quando feito sem acompanhamento
  • Tendência a compulsão alimentar

Contraindicações do jejum

  • Gestantes e lactantes
  • Crianças e adolescentes
  • Pessoas com doenças crônicas

Vantagens do jejum

  • Melhora a disposição
  • Clareza mental
  • Controle da glicemia
  • Perda de gordura principalmente visceral
  • Retardo do envelhecimento
  • Reduz marcadores de estresse oxidativo

 

 

5/5 - (1 votos)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Afiliado